Tratamento de Patologias da Coluna Vertebral

PATOLOGIAS DA COLUNA VERTEBRAL

EPIDEMIOLOGIA:
– Atingem 80% da população
– Afectam tanto homens como mulheres
– Principalmente entre 25 e 45 anos de idade (vida activa)‏
Factores de risco:

Pessoais
– Idade, condição física e saúde em geral (obesidade, sedentarismo, tabagismo, lesões, desvios dos eixos normais, factores genéticos…)‏

Psicológicos
– Stress, crises depressivas…

Ocupacionais
– Levantar, carregar ou empurrar peso exagerado, posturas erradas prolongadas (laborais)…

PATOLOGIAS

– Síndromes dolorosas da coluna e das raízes nervosas (Cervicalgias, Síndrome de Barré-
Liéou, Nevralgia de Arnold, Cervicobraquialgia, Dorsalgia, Lombalgia, Ciática, Síndrome do Piramidal, Canal Estreito Lombar, Nevralgia Femurocutânea)

– Patologias Articulares (Espondilose Anquilosante, Espondilartrose, Hérnia Discal,

– Desvios da coluna vertebral (Escolioses, Hipercifose, Hiperlordose)

– Anomalias da coluna lombosagrada (Lombalização, Sacralização, Espondilolistese, Retrolistese)

– Osteodistrofias do crescimento (Doença de Scheuerman, Osteocondrite Vertebral  Infantil)

– Traumatismos da coluna vertebral (Fracturas, Luxações, Entorses,  Síndrome de Whiplash

A COLUNA VERTEBRAL

A coluna apresenta como funções:
Suportar o peso do corpo
Protecção da espinal medula
Permitir o movimento do tronco
Os músculos têm um papel importante no suporte e realização do movimento pois sem eles a coluna não suportaria  as forças nela aplicadas.

A Coluna Vertebral apresenta 4 curvaturas: curvatura cervical, dorsal, lombar e sagrada.

É composta por: 33 Ossos, sendo 24 flexíveis
– 7 vértebras cervicais (C1 – Atlas e C2 – Áxis)
– 12 vértebras dorsais ou torácicas
– 5 vértebras lombares
– Sacro (com 5 vértebras fundidas)
– Cóccix (4 ou 5 vértebras fundidas)

É ainda constituida por discos intervertebrais, ligamentos e articulações, sendo estes elementos de ligação intervertebrais.

A 1ª CONSULTA / TRATAMENTO

A primeira consulta consiste numa avaliação completa do paciente e consiste no seguinte:

● Anamnese detalhada

● Avaliação Postural em 4 planos

● Testes Neurológicos e Ortopédicos

● Análise de Exames Complementares de Diagnóstico (RX, TAC, RM,…)

 

Os pacientes com dor aguda são vistos com prioridade, no próprio dia da marcação ou no dia seguinte.

O NOSSO MÉTODO

O método utilizado pela LisboaPhysio trata-se de um método que tem uma avaliação lógica e uma aplicação prática exclusivas que nascem da sintonia entre as melhores técnicas mundias de reeducação postural, alívio da dor e de todo o conjunto de sintomas relacionados com o aparelho neuro-músculo-esquelético, que se complementam e completam para uma maior eficácia e rapidez no tratamento dos pacientes.

É este o verdadeiro “segredo” dos nossos resultados.

Para além do método utilizado através da terapia manual, são ainda utilizados os seguintes complementos:
Electroterapia
Ultrasonoterapia
Laserterapia
Crioterapia
Calor húmido
Vibroterapia

OS NOSSOS FISIOTERAPEUTAS ESPECIALISTAS

Ft. Carlos Guerreiro

Licenciatura em Fisioterapia na Escola Superior de Saúde Egas Moniz.

Formação adicional: Pós-graduação em Reeducação Postural Global, em Cadeias Fisiológicas, Pilates, Microkinesitherapie, Reflexologia e Ginástica Abdominal Hipopressiva.

Ft. Lúcia Lemos

Licenciatura em Fisioterapia na Escola Superior de Saúde do Alcoitão.

Formação adicional: Pós-graduação em Reeducação Postural Global e Pilates.

Reeducação Postural Global (RPG)

rpg11

Reeducação Postural Global, conhecida pelas suas iniciais RPG, é um método criado e desenvolvido pelo francês Philippe Emmanuel Souchard. Nasceu da sua obra “Campo Fechado” publicada em 1981, em França, depois de 15 anos de pesquisa no domínio da biomecânica. Philippe Souchard viaja por todo o mundo ensinando a sua técnica para milhares de fisioterapeutas. Na Lisboa Physio a técnica é aplicada desde sempre, sendo uma técnica de eleição pelos nossos fisioterapeutas.

O tratamento consiste em terapia manual em posturas direcionadas para reorganização dos segmentos do corpo humano, permitindo a reorganização e o reequilíbrio dos músculos que suportam a postura. Identifica e alonga os músculos considerados responsáveis pela alteração postural.

DIFERENÇA ENTRE O RPG E OS MÉTODOS CONVENCIONAIS

Uma das diferenças do método está relacionado com o facto de tratar o indivíduo, não à doença. Como cada pessoa reage de forma diferente a um determinado problema, a maneira de combatê-lo deve ser personalizada. O tratamento com RPG pode ser utilizado em grande parte das patologias ou disfunções do sistema neuromusculoesquelético, agudas ou crónicas, com ou sem sintomas. Consiste em exercícios práticos para evitar e aliviar os diversos tipos de dores com movimentos que ajudam a alongar a musculatura e contribuem para dar mais forma ao corpo. Uma postura correcta ajuda até na diminuição da incômoda “barriguinha”, pois corrigindo a postura, a barriga diminui. Há posturas variadas que vão desde sentada no chão, deitada e até mesmo em pé.

Pode ser indicado a indivíduos de todas as idades, tanto para prevenir as eventuais consequências da má postura, como no caso de jovens e crianças, como para combater as dores ocasionadas por problemas morfológicos, articulares, traumáticos, respiratórios e desportivos.

Diversas patologias podem ser tratadas com RPG como: dores lombares, dorsais, cervicais, lesões por esforço repetitivo (LER), escolioses e outras deformidades da coluna, dores nos pés e mãos, hérnias de disco, torcicolos, além de proteger contra processos degenerativos articulares. Pode ser aplicada no tratamento de doenças reumatológicas (artrite, artrose, bursite, tendinite) e até oculares (estrabismo).

FUNDAMENTOS O RPG

A técnica de RPG é original, mas fundamenta-se em três princípios já reconhecidos:

Individualidade: ninguém sofre da mesma forma, cada pessoa é única e reage de maneira diferente, não sendo indicado nenhum tratamento padrão por sintoma ou idade;

Causalidade: A verdadeira causa do problema pode estar distante do seu sintoma, não se devendo tratar apenas o local da dor;

Globalidade: tratamento do corpo humano como um todo, sendo um trabalho corporal activo levando em conta oito posições que colocam o corpo todo em estiramento para que sejam verificadas quais as tensões que estão relacionadas com o problema.

O RPG deve ser aplicada por um fisioterapeuta com a formação específica em RPG Souchard, ou seja, que participou no curso ministrado por Philippe Souchard. O tratamento consiste em consultas de 1 a 2 vezes por semana na clínica com cerca de 1 hora de duração de acordo com a necessidade a ser avaliada pelo fisioterapeuta. Logo na primeira sessão o Fisioterapeuta terá uma ideia do tempo estimado da duração dos tratamentos.